Paróquia São Sebastião

Rua Padre Manoel Guinot, 74 - Centro - 13270-030 - Valinhos, SP

Tel: (19) 3871 8882

Artigos › 09/03/2018

Quem quer crescer não tem tempo para criticar

Shutterstock-Antonio Guillem

Uma mudança de perspectiva que vale a pena para todos: para os que estão à sua volta e para você

No mundo do futebol profissional, há uma equipe que se destaca, o que ganhou uma reputação de fazer as coisas de forma diferente: os Seahawks de Seattle.

A equipe técnica do Seahawks não critica os jogadores. Não há os típicos gritos, reprimendas e humilhações que são ouvidas nas outras equipes esportivas.

Seu treinador explica que, em vez de criticar e se concentrar no que eles fizeram de errado, ele explica o que ele gostaria que eles fizessem de maneira diferente. Quando perguntado sobre o motivo dessa mudança de perspectiva incomum entre os treinadores, Pete Carroll disse:

– Não temos tempo para criticar. Dizemos exatamente o que queremos e o mais rápido possível, em vez de perder tempo com críticas.

Infelizmente, nem sempre estamos conscientes de que a crítica tem um impacto maior do que o louvor, seus efeitos não são apenas prolongados ao longo do tempo, mas as emoções que desencadeia são mais intensas.

Um estudo realizado na Universidade da Flórida confirmou que as emoções negativas geradas pelas críticas geralmente envolvem maior processamento no nível cognitivo. Ou seja, estamos ruminando a crítica, essa é uma das razões pelas quais nos causam tanto dano. O problema é que nosso cérebro está programado para prestar mais atenção aos estímulos negativos porque são os que representam o maior risco para nós.

No entanto, a crítica não é apenas destrutiva para aqueles que a recebem, mas também pode ser prejudicial para quem critica, especialmente se o fizerem com tanta frequência.

O buraco negro através do qual nossa energia escapa

A crítica pode se tornar um buraco negro através do qual o nosso tempo e energia escapam. Para criticar, devemos nos concentrar no outro, ver o que ele faz e não faz, quais as atitudes que ele assume e quais palavras ele disse ou não proferiu. Isso implica muito tempo e esforço, uma energia que seria melhor usada se nos destinássemos a melhorar a nós mesmos.

Não há dúvida de que, às vezes, as atitudes, as palavras e o comportamento dos outros podem nos incomodar, mas a verdade é que a crítica destrutiva não vai mudar. Uma crítica destrutiva gera frustração e ressentimento, por isso não é a melhor arma para mudar algo. Portanto, Mahatma Gandhi disse: “Seja a mudança que deseja ver no mundo”.

Basicamente, criticar constantemente significa que estamos muito aborrecidos com nossas vidas, então nos dedicamos a cheirar as vidas dos outros. Criticar significa dedicar-se a ver a palha no olho de outra pessoa, sem levar em conta o feixe em seu próprio olho. Razão pela qual o escritor Rochefoucauld afirmou: “Os espíritos medíocres geralmente condenam tudo o que não está ao seu alcance”.

Por outro lado, a crítica nos deixa exatamente no mesmo ponto de partida. Quando a crítica não é construtiva; isto é, não contém uma solução possível, geralmente gera mais insatisfação e frustração, fechando um círculo de negatividade à nossa volta.

A imagem é muitas vezes repetida: vemos algo que não gostamos e criticamos. O dia avança, vemos outra coisa que não gostamos e criticamos … No final do dia, não é estranho pensar que o mundo é um lugar hostil onde nada funciona como deveria. O que teremos resolvido? Absolutamente nada, exceto que nos sentimos pior.

Portanto, qualquer crítica deve levar a semente da mudança, uma solução alternativa. Caso contrário, é melhor deixá-lo ir. A paz interior que é alcançada quando livramos o hábito de criticar tudo não tem preço. Lembre-se que “o mais difícil é conhecer a nós mesmos; a coisa mais fácil, falar mal dos outros”, de acordo com Epicteto.

A autocrítica excessiva nos impede de avançar

A autocrítica excessiva também é prejudicial e completamente contraproducente. Psicólogos das universidades de Massachusetts e McGill descobriram em uma série de experimentos um padrão consistente: quanto mais nos criticamos, menos avançamos em nossas conquistas. Na prática, a crítica constante nos mantém presos, impedindo-nos de alcançar em nossos objetivos.

Não é um resultado surpreendente porque, se pensarmos sobre isso, ter uma voz em nossa cabeça que constantemente nos critica não é motivador, mas profundamente desencorajador. Pelo contrário, esses pesquisadores apreciaram que as pessoas que tiveram maior sucesso em alcançar seus objetivos eram aquelas que mantinham a autocrítica sob controle.

Isso não significa que devemos ignorar nossos erros, isso significa que a crítica constante e implacável para nós mesmos, a insatisfação permanente com nossos resultados sem uma palavra de encorajamento, não é uma atitude positiva. Criticar constantemente é a melhor maneira de dinamitar seus sonhos e fazer suas metas.

Use a crítica com muita restrição, certificando-se de que você pode agregar valor. É uma mudança de perspectiva que vale a pena para todos, para os que estão à sua volta e para você.

Fontes:
Powers, TA et. Al. (2011) Os efeitos da autocrítica e do perfeccionismo auto-orientado na busca de objetivos. Pers Soc Psychol Bull ; 37 (7): 964-975.
Baumeister, RF et. Al. (2001) O mal é mais forte do que bom. Revisão da Psicologia Geral ; 5 (4): 323-370.
Rincon Psicologia

(via Resiliência Mag)



Horários

Missas:

Todos os dias:
às 7h

Segunda, sexta, sábado e domingo:
às 19h

Domingo:
às 9h

Saiba +

Confissões

Acesse Aqui

CONFISSÕES


(Atendimento feito pelos Padres)

Ligar na Secretaria Paroquial para confirmação dos horários.

terça-feira: das 14h às 16h30
quarta-feira: das 9 às 11h30
quinta-feira: das 14h30 às 17h
sexta-feira: das 9h às 11h30
sábado: das 9h às 11h.

Escuta Cristã

Acesse Aqui

ESCUTA CRISTÃ


(Atendimento feito pelos Ministros da Pastoral)

Segunda-feira das 8h às 12h e das 16h às 18h
Terça-feira: das 8h às 12h e das 12h às 16h
Quarta-feira: das 8h às 11h30 e das 15h às 17h
Quinta-feira: das 8h às 11h30 e das 14h às 16h
Sexta-feira: das 10h às 12h, e das 14h às 17h

Capela Virtual

Siga-nos nas Redes Sociais

@psaosebastiaosp @saosebastiaovalinhos